quarta-feira, 1 de abril de 2009

Pitty e Faby

Estava cansado e resolvi voltar de ônibus da cidade. Logo que o transporte chegou, entrei, paguei e sentei no primeiro banco que estava vago. Fiquei sentado do lado do corredor pois uma jovem já estava sentada do lado da janela. O que, de imediato, chamou minha atenção na garota era a altura que ela ouvia o som do seu celular, nos pequenos fones que estavam em seus ouvidos. O volume estava tão alto que eu podia ouvir com clareza a música que a compenetrava ! Ela usava roupas pretas e tinha uma maquiagem muito singular no rosto, que lembrava algo egípcio, pois em volta dos olhos havia uma sombra que colocava em destaque seu olhar. Os cabelos eram negros e brilhantes, com "luzes" pintadas em vermelho e que davam um aspecto bem original a menina.

Me passou pela cabeça fazer algum comentário do tipo "não ouça esse som tão alto pois isso poderá prejudicar sua capacidade auditiva" mas eu não disse nada. É que lembrei do dia em que eu pedi prá faxineira que limpa a igreja ao lado de casa não gastar tanta água lavando a enorme calçada. Nossa cidade, naquela época, estava a beira de um racionamento e eu não me conformei em ver aquela mulher "varrendo" aquela calçada com a água potável que saía da mangueira. Eu pedi com toda gentileza possível que ela não fizesse aquilo mas, para meu espanto, ela ameaçou quebrar um rodo na minha cabeça e pediu que eu fosse embora. Nunca imaginei que tanta ignorância pudesse caber em uma única pessoa. Me calei e fui embora decidido a não interferir mais na vida dos outros e que cada um colha os frutos das sementes plantadas. Por esse motivo não falei nada com a menina. Comecei a prestar a atenção na música que saía dos seus fones, que eu podia ouvir com clareza:

Encaixotem os livres...
Desinfetem os cantos...
Estuprem as mulheres...
Brutalizem os homens...
Despedacem os fracos...
Enfeitem a moda...
Sodomizem as crianças...
Escravizem os velhos...
Fabriquem as armas...
Destruam as casas...
Façam render a guerra...
Escolham os heróis !

E queimem as bruxas...
Deixa queimar...
E queimem as bruxas...
Quem vai queimar...

Empurrem conselhos...
Forneçam as drogas...
Engulam a comida...
Disfarcem bem a culpa...
Protejam a igreja... Perdoem os pecados...
Condenem os feitiços... Decidam quem vai morrer...
Contaminem a escola... Violentem as virgens...
Aprisionem os livros... Escrevam a história...

Quem ordena a execução, não acende a fogueira...
Pai, rogai por nós...

E queimem as bruxas... Deixa queimar...
E queimem as bruxas... Quem vai queimar ?

O timbre da voz da cantora da música me lembrou a Pitty. A princípio estranhei pois era uma composição que eu não conhecia. Enquanto eu ouvia aquela música, circulando no ônibus ao redor da minha cidade, um universo de pensamentos começou a desenhar-se na minha mente. Pensei na "Era das Trevas" que teve início logo depois da grande e fabulosa "Biblioteca de Alexandria" ser incendiada em definitivo e ter todos seus livros queimados pelo califa Omar, que ficou imortalizado na história por essa frase atribuída a sua pessoa:

" - Destruam-nos! Pois se estão de acordo com o Livro de Deus, não são necessários. Se estão em desacordo, são ímpios e indesejáveis !"

Ele se referia ao Alcorão. Foram 600 anos de escuridão cultural e medo. Apesar da "Era das Trevas" ter terminado no ano 1000, aproximadamente, ainda houve a temida época da "Inquisição". Enquanto ouvia aquela música eu ficava pensando em todos esses fatos históricos e meditava que só uma pessoa como a Pitty poderia criar uma letra tão engenhosa e criativa ! O que mais me impressionou nessa música foi essa frase:

" - Quem ordena a execução, não acende a fogueira..."

É uma frase que é simplesmente atemporal ! Ela serve prá qualquer época da história, tanto para o passado distante ou para os dias atuais, onde os verdadeiros assassinos nunca sujam as mãos de sangue...
Bom... finalmente cheguei ao meu destino e desci do ônibus. Tomei um café com leite e comi um pão com manteiga e fui na lan house ver se haviam mensagens para mim. No meu Orkut uma pessoa chamada Fabiana me pedia para adicioná-la:

- Tudo bem Tadeu ? Sou amiga da Eidy ! Ela fala tanto de você que resolvi pedir prá você me adicionar. bjs

Eu a adicionei e lhe mandei um recado no scrap:

- É um prazer te receber aqui amiga, ainda mais sabendo que você é amiga da Eidy. Eu a adoro, apesar de ela ser meio fofoqueira... rsrsrs

Após 23 segundos, subiu aquela janelinha característica do Orkut, do lado direito da tela, com uma mensagem da Eidy:

- Fofoqueira né ??? kkk...

Não fiquei perplexo com o que a Eidy me disse, pois ela sempre foi muito brincalhona. O que me impressionou foi a velocidade que ela viu uma mensagem que estava no Orkut da Fabiana, e não no dela ! Nossa, como essas mulheres são interconectadas... ficam sabendo de tudo em um microsegundo... Dessa forma eu conheci a Fabiana ! Ficamos trocando uma porção de mensagens e fomos nos conhecendo pelo computador. Logo ela descobriu que eu gostava de escrever e pediu que eu escrevesse algo para ela. Eu disse que sim mas fiquei preocupado pois era uma experiência totalmente nova para mim escrever poemas para alguém que eu não conhecia pessoalmente... mas resolvi abraçar o desafio. Olhei todas as fotos do seu Orkut e separei uma que me parecia ideal prá me gerar alguma inspiração. Esse que segue é o segundo que eu escrevi dessa forma, sem mesmo a conhecer:

“Partículas de sal
são depositadas carinhosamente
nos meus lábios,
levadas por brisas tranqüilas
como as ondas
que quebram na praia.
O céu é de um azul inexplicável
e o som do mar é hipnotizante...
Belíssimo é um vocábulo
que poderia explicar
esse sentimento

e beleza tem a ver com você...

Anoitece... flocos luminosos,
de astros, constelações e galáxias
enchem o firmamento
de cores e brilhos...
Fótons multicolores
chegam as minhas retinas
e me contam estórias
de sóis extintos,

de indescritíveis
miríades de estrelas

e de grandezas cósmicas
ainda totalmente
incompreensíveis para nós...

Grandeza é uma palavra
que também tem ligação com você
por toda grandiosidade de sua alma...




Uma semente de dente-de-leão

flutua no ar e pousa suavemente
na minha mão...

Deve haver um Engenheiro Maior
por trás disso

pois esse mundo microscópico
prestes a explodir com vida
no interior dessa semente
não pode ser obra de acasos
ou de hipóteses absurdas...
Claro que deve haver um artista supremo
que fez os esboços do seu rosto,
a arte final do seu corpo
e dotou de vida e delicadeza todo seu ser !
Beleza, Grandeza e Delicadeza...
eis seus principais atributos..."




Depois que escrevi esse poema, nós combinamos de nos encontrarmos para nos conhecermos pessoalmente. Foi um encontro agradável e inesquecível que eu sempre terei com muito carinho na memória. Após conhecê-la pessoalmente pude avaliar melhor sobre sua personalidade. Então, naquela mesma noite do nosso encontro, eu escreví as palavras e fiz a montagem que segue:

Enfim... essa é minha amiga Fabiana... e nós continuamos trocando nossas mensagens... kkkk... Sobre a música que ouvi no ônibus, se alguém tiver interesse em ver, clique em no link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=sO7ufYbjUv8&feature=PlayList&p=371EB374E5D28998&playnext=1&playnext_from=PL&index=14


2 comentários:

Fabi disse...

Sem palavras para agradecer todo o carinho que você tem com a minha pessoa...te adoro de montão! Conte sempre comigo e obrigada por todas as horas que esteve presente em minha vida! Super beijo!

Cláudio Tadeu Cavallote disse...

Te adoro amiga do coração !!! bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...